23/11/2021 10:52

Justiça concede efeito suspensivo para que eleição do Flamengo aconteça sem voto à distância

Justiça concede efeito suspensivo para que eleição do Flamengo aconteça sem voto à distância

Eleição Flamengo 2018 Apuração — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

Nova decisão judicial na segunda-feira permitiu que a eleição para presidente do Flamengo aconteça sem votação à distância. O desembargador José Roberto Portugal Compasso acatou o recurso do clube e concedeu efeito suspensivo à determinação anterior, que previa que deviam ser convocadas novas eleições, com a possibilidade de voto não presencial.



Na decisão, o desembargador aceitou os argumentos do Flamengo, de que o estatuto atual do clube não permite votação à distância e de que não haveria tempo hábil para alterá-lo para a eleição. O pleito está marcado para o dia 4 de dezembro.


LEIA TAMBÉM: Após renovação, trio "especial" do Flamengo busca escrever mais um capítulo vitorioso no clube


- Com efeito, o que se anuncia é o risco evidente de não realização das próprias eleições no prazo estatutário, cujas consequências (administradores provisórios, insegurança jurídica) serão muito mais gravosas que a própria violação do direito, se existente. A prudência recomenda que as eleições que ocorrerem antes do julgamento da apelação guardem a mesma forma das anteriores, segundo o estatuto vigente - diz trecho da decisão.

Entenda o caso

O voto à distância é uma requisição dos candidatos de oposição do Flamengo. Um deles, Walter Monteiro, da chapa Frente Flamengo Maior, entrou na Justiça para garantir o direito, com base em artigo da Lei Pelé, que prevê obrigatoriedade de votação à distância em entidades de prática desportiva.

Primeiro, a Justiça indeferiu o pedido, alegando que o Flamengo ainda não havia se manifestado em relação ao tema. A situação mudou quando o Flamengo convocou oficialmente eleições sem prever voto à distância. Neste momento, houve decisão favorável ao voto não presencial, suspensa com a atual determinação.



Em esclarecimento publicado no site oficial do clube, o presidente da Assembleia Geral, Marcelo Conti, alegou que o estatuto não está adaptado para a realização de voto à distância.

- Para que implementemos um processo de votação remoto, é preciso que existam regras claras e precisas, em que se garanta o sigilo das votações e a integridade de todo processo eleitoral, a fim de que seja imune a qualquer tipo de fraude - diz um trecho da nota oficial.

Justiça, efeito, suspensivo, eleição, Flamengo, voto, distância

2106 visitas - Fonte: globoesporte


VEJA: Marcos Braz não banca Renato no Flamengo: Na segunda-feira a gente começa a decidir

CONFIRA: Com Flamengo e Palmeiras, Libertadores de 2022 já tem 25 classificados; veja lista
















Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Brasileiro

Terça - 20:00 - Maracanã - Premiere
Flamengo
Ceará

Último jogo - Libertadores

Sábado - 17:00 - Centenário
Palmeiras
2 1
Flamengo