29/12/2012 09:06

Flu supera rivais, obtém parcelamento e usará dinheiro da Globo para quitar penhora

Flu supera rivais, obtém parcelamento e usará dinheiro da Globo para quitar penhora

A situação financeira dos clubes do Rio é grave. Uma das principais fontes de renda das equipes as cotas de TV foram travadas pela Receita Federal. O Fluminense saiu na frente dos rivais, entrou na justiça e obteve parcelamento da penhora de R$ 35 milhões – referente a imposto de renda e INSS não pagos no período entre 2007 e 2010.

Com a decisão judicial, o Tricolor ficou responsável por pagar no máximo R$ 1,2 milhão por mês em 36 vezes com o dinheiro da Globo. Assim, o clube fica livre para receber qualquer quantia superior da empresa sem correr o risco de sofrer nova penhora, como ocorreu com a premiação do Campeonato Brasileiro – R$ 9 milhões. A dívida total do clube está em torno de R$ 415 milhões.

A decisão do parcelamento da penhora foi concedida por Salete Maccalóz. A desembargadora deixou claro na oportunidade que o Fluminense foi favorecido por demonstrar boa fé ao pagar os impostos atuais, além de quitar outros mais antigos. O superintendente executivo do clube, Jackson Vasconcelos, explica todo o imbróglio envolvendo a premiação do Campeonato Brasileiro e revela que tudo deverá ser acertado no primeiro dia útil de 2013.

“Conseguimos esse parcelamento e talvez isso não se aplique ao outros clubes. A justiça explica personificando o Fluminense, pela gestão responsável. Isso está sendo decisivo, está muito claro na decisão da desembargadora. A situação do Fluminense nessa questão é diferente das dos demais clubes do Rio. Estamos cumprindo o pagamento dos impostos. A Receita Federal conseguiu penhorar o valor de R$ 35 milhões, que serão pagos com as mensalidades da Globo. Ainda não recebemos a premiação do Brasileiro, mas já estamos com o recibo em mãos. Acredito que tudo será quitado no primeiro dia útil de 2013”, disse ao UOL Esporte.

Segundo o dirigente, as dívidas de INSS e imposto de renda não podem ser parceladas através de um acordo administrativo, fato que ocorre com as trabalhistas. Vasconcelos afirma que o clube precisou entrar na justiça para fugir da asfixia financeira. Segundo ele, o clube mantém contato com a Receita Federal para que o órgão não recorra da decisão e a penhora volte a ser de 100%.

“Conversamos com a Receita o que vamos propor em juízo. Assim tentamos um acordo para que ela não recorra. É para ter a garantia de que pagaremos, mas em um nível que o Fluminense suporte. Os R$ 35 milhões serão pagos com os R$ 1,2 milhão que recebemos mensalmente da Globo. A desembargadora Salete Maccalóz determinou que a parcela não poderá passar de R$ 1,2 milhão”, afirmou.

“Não sei se a Receita vai recorrer. Se a Receita fizer isso, o Fluminense continuará brigando. O clube quer continuar pagando suas dívidas. Os tributos do momento e os do passado. Mas se penhorar todo o dinheiro da Globo não vamos conseguir pagar mais nada. Os tributos atuais estão em dia, mas para continuar pagando temos que ter algum recurso”, finalizou.

3114 visitas - Fonte: Uol


CONFIRA: Pedro testa positivo para Covid-19 e Flamengo aguarda contraprova

VEJA: STJD indefere liminar do Fla para paralisar Brasileiro durante Copa América














Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Brasileiro

Sábado - 21:00 - Maracanã - Premiere
Flamengo
RB Bragantino

Último jogo - Copa do Brasil

Quarta - 21:30 - Maracanã
Flamengo
2 0
Coritiba