15/1/2021 14:02

Camisa 10 do time sub-17 é arma do Flamengo contra o Flu na Copa do Brasil

Camisa 10 do time sub-17 é arma do Flamengo contra o Flu na Copa do Brasil

Victor Hugo, camisa 10 do time sub-17 do Flamengo — Foto: Marcelo Cortes / CRF

Após eliminar o Sport nas quartas de final da Copa do Brasil Sub-17, o Flamengo encara nesta sexta-feira, na Gávea, às 14h45 (de Brasília), o primeiro jogo da semifinal contra o Fluminense. O jogo terá transmissão em tempo real do ge e o assinante do SporTV acompanha todas as emoções.



Uma das esperanças do torcedor rubro-negro para bater o forte time tricolor, campeão brasileiro da categoria, é o meia Victor Hugo, de 16 anos. Desde 2017 no clube, o camisa 10 da equipe tem sido um dos principais destaques da equipe. O menino crê que o Flamengo pode chegar à conquista do título, mas prega respeito ao adversário desta sexta.


LEIA TAMBÉM: “Quero resolver minha carreira rápido”, diz lateral que está na mira do Mengão


- Temos totais condições de brigar pelo título. Estamos trabalhando duro e temos uma equipe forte. Jogar um clássico é sempre diferente, ainda mais numa semifinal de Copa do Brasil. Respeitamos o Fluminense, que também vem de bons resultados e tem jogadores de qualidade, mas vamos dar o nosso melhor para chegarmos na final da competição.

A escalação rubro-negra no segundo jogo contra o Sport foi a segunte: Kauã; Arthur Augusto, Diego, Darlan e Breno; Dudu, Igor França e Victor Hugo; Pedrinho, Petterson e Will. Porém, o time estava desfalcado de jogadores importantes como Richard, Matheus França, Werton, Ryan Luka, Mateusão e João Pedro. Alguns deles voltarão à equipe contra o Flu. O Flamengo só divulgará a relação de jogadores momentos antes da partida.

Com características de um camisa 10 clássico, Victor Hugo tem intimidade com as redes. Ele tem quatro gols em dez jogos na temporada e marcou uma vez em cada jogo contra o Leão da Ilha na fase anterior. O menino destaca a união e o trabalho do time para avançar na competição mesmo sofrendo com desfalques por lesões, jogadores com covid e outros utilizados no time sub-20.

- Mesmo com alguns desfalques, conseguimos sair com a vitória e a classificação para a semifinal. Fico muito feliz por ter ajudado a equipe com um gol em cada jogo das quartas de final e agora é seguir focado e querendo cada vez mais. A maior força da nossa equipe é a união e o trabalho duro todos os dias durante os treinamentos.

Em agosto de 2020, o meia assinou contrato profissional com o clube, com multa de R$ 50 milhões. Além de gols, Victor Hugo mostra facilidade para clarear as jogadas e servir seus companheiros (veja uma das assistências do jovem na temporada no vídeo acima). As inspirações? Craques do futebol internacional, do time profissional do Flamengo e o maior ídolo da torcida rubro-negra.

- Acompanho muito a carreira do Neymar e gosto do estilo de jogo dele. Assisto bastante os vídeos do Kevin De Bruyne. Por estar perto e admirar muito eles por tudo o que fazem pelo Flamengo nos últimos anos, vejo Everton Ribeiro e Arrascaeta também como grandes exemplos. Mas a principal referência dentro do Flamengo para um camisa 10 não pode deixar de ser Zico, o maior ídolo da história do clube.

"Meu maior sonho é jogar no Maracanã lotado e conquistar títulos importantes com essa camisa"

Experiências na Seleção Brasileira
Aos 16 anos, Victor Hugo coleciona convocações para as seleções de base. Após várias experiências no time sub-15, entre elas conquistando o troféu em um quadrangular na Granja Comary em 2019, o jogador já passou a ser chamado também para vestir a amarelinha na equipe sub-17. Ele fala do orgulho de servir à Seleção.

- É uma sensação inexplicável poder defender a camisa da nossa Seleção. Estar ali entre os melhores da categoria e poder representar o meu país é motivo de muito orgulho para mim. Espero ter novas oportunidades no futuro.

Victor Hugo deu os primeiros passos no futebol aos seis anos, no Madureira. Ele considera que seus principais incentivadores na caminhada foram seu pai, sua mãe e sua avó. Chegando ao Flamengo em 2017, o jogador conta ter tido um desempenho muito bom no primeiro campeonato com a camisa rubro-negra.



- Comecei com seis anos de idade no futsal do Madureira. Depois tive passagens por Marabu e pelo Vasco, até finalmente chegar ao Flamengo, em 2017, com 12 anos, realizando o meu sonho. Minha chegada ao clube foi muito boa e no primeiro campeonato que disputei consegui ser o artilheiro marcando 32 gols em 28 jogos.


Flamengo, Camisa, Sub-17, Arma, Mengão

603 visitas - Fonte: globoesporte


CONFIRA: Sem data para estrear pelo Flamengo, Bruno Viana é registrado no BID

VEJA: “Expectativa é melhorar a cada dia”, após partida segura na estreia, Noga projeta sequência do Fla no Carioca













Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Carioca

Sábado - 18:00 - Maracanã -
Macaé
Flamengo

Último jogo - Carioca

Terça - 21:30 - Maracanã
Flamengo
1 0
Nova Iguaçu