9/3/2021 11:52

Palmeiras e Flamengo se estruturaram e não deixaram taça para ninguém, diz jornalista

Palmeiras e Flamengo se estruturaram e não deixaram taça para ninguém, diz jornalista

Pela segunda temporada seguida a maior parte dos títulos mais importantes do futebol brasileiro ficaram com Palmeiras e Flamengo, dois clubes que se organizaram financeiramente, se estruturaram, montaram times fortes e hoje colhem o resultado do trabalho realizado nos últimos anos, o que mostra uma mudança de direção no momento, com times endividados deixando de brigar nas principais frentes.



No podcast Posse de Bola #106, Mauro Cezar Pereira chama a atenção para esta mudança e a forma como não restou títulos para outros clubes em competições disputadas pelo Flamengo e Palmeiras nas últimas duas temporadas, anos depois de casos em que outros times eram campeões mesmo devendo salários para os jogadores.


LEIA TAMBÉM: Fabrizio Peralta, contratado pelo Flamengo visita o Ninho do Urubu


"Os títulos têm sido vencidos por dois clubes, foi assim nas duas últimas temporadas, nessa em especial, por dois clubes que têm uma outra política, que cada um à sua maneira, se reestruturaram, têm saúde financeira, cometem alguns erros na gestão aqui e ali, os dois cometem, é só você peneirar e procurar as informações e você vai encontrar notícias também de algumas escorregadas, mas ainda assim têm uma condição que os outros não têm", diz Mauro Cezar.

"Tirando os torneios que Flamengo e Palmeiras não jogaram, ninguém ganhou campeonato nenhum. Por exemplo, a Recopa não tinha um brasileiro além do Flamengo e ganhou o Flamengo, o Carioca ganhou o Flamengo, o Paulista ganhou o Palmeiras, a Supercopa do Brasil podia dar Athletico-PR e deu Flamengo, o Brasileiro deu Flamengo, a Libertadores deu Palmeiras e a Copa do Brasil deu Palmeiras, e a Sul-Americana nem Flamengo e nem Palmeiras disputaram e nenhum brasileiro ganhou. Então, tirando os estaduais que não são do Rio e nem de São Paulo, você teve campeões pelo Brasil mas o Palmeiras e o Flamengo não deixaram taça para ninguém", completa.

O jornalista cita anos anteriores, com o Corinthians e Cruzeiro sendo campeões mesmo em momentos nos quais os clubes se endividavam e aponta para um cenário diferente hoje, com os clubes em melhor situação financeira sendo predominantes.

"A farra dos times que gastam mais do que arrecadam e se endividam para montar time, pelo menos momentaneamente ela está suspensa, não sei se definidamente encerrada. Você pode pegar o Corinthians campeão de 2015, que devia salários e o Tite conseguia fazer o time jogar, campeão jogando muito bom futebol, mas não cumpria suas obrigações e a bomba estourou depois e você vê até hoje isso. O de 2017, ainda no rescaldo disso, com o time mais fraco, o que foi algo surpreendente, mas ainda com alguns problemas financeiros que vinham de temporadas anteriores", diz Mauro Cezar.

"O Cruzeiro, que ganhou quatro títulos de âmbito nacional, os dois últimos na Copa do Brasil, vivendo uma verdadeira loucura e onde foi parar o Cruzeiro?", completa.

No que cita como espanholização no futebol brasileiro, ainda que momentânea, com os clubes mais ricos sendo predominantes, Mauro explica ainda a diferença da situação econômica do Palmeiras em relação ao Atlético-MG, que tem investido em seu elenco com o auxílio financeiro de empresários.

"Está ficando muito claro essa questão, a tal da espanholização que as pessoas falavam, ela de certa forma está acontecendo neste momento, se vai ser duradoura ou não eu não sei, até porque tem o Atlético-MG agora com muito investimento em um cenário diferente, o Atlético-MG tem uma situação de um mecenato, de alguém que coloca dinheiro próprio para ajudar o time, para contratar jogadores caros, parecido com o que era o Fluminense de tempos atrás, por exemplo", afirma Mauro.



"O Palmeiras tem o patrocinador, mas é diferente. O Palmeiras mesmo sem o seu patrocinador seria um clube saudável financeiramente, ele está estruturado. Claro que o dinheiro do patrocinador, que é pesado, viabiliza uma série de ações, mas o Palmeiras é um clube hoje mais organizado do que era antes, lembrando, em 2014 o Palmeiras estava sendo rebaixado, quase caiu, não caiu por um triz. Aí em 2015 ganhou uma Copa do Brasil, em 2016 foi campeão brasileiro, em 2017 foi vice-campeão brasileiro, em 2018 foi campeão brasileiro, em 2019 foi terceiro colocado na Série A e em 2020 ganhou agora a Libertadores, a Copa do Brasil e ganhou também o Campeonato Paulista, e conseguiu ganhar o Campeonato Paulista com o seu ex-técnico, o que é um grande feito", conclui.

Flamengo, Palmeiras, Estruturaram, Deixaram, Taça, Mengão

609 visitas - Fonte: Uol


VEJA: Joia da base do Flamengo entra na mira de clube inglês

CONFIRA: Clube do Flamengo nacionaliza captação de promessas













Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Flamengo precisa de 2 Atacantes PE, PD, Meia volante ao lado do Gerson, minha opinião Vidal (chileno), E um otimo goleiro.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Carioca

Sábado - 21:05 - Maracanã - CariocaTV;FLATV
Flamengo
Volta Redonda

Último jogo - Libertadores

Terça - 21:30 - Estádio Rodrigo Paz Delgado
LDU
2 3
Flamengo