Flamengo planeja adquirir terreno com vendas de apartamentos no Morro da Viúva.

24/6/2024 01:24

Flamengo planeja adquirir terreno com vendas de apartamentos no Morro da Viúva.

Flamengo planeja adquirir terreno com vendas de apartamentos no Morro da Viúva.

O Flamengo aguarda a publicação, em Diário Oficial da Prefeitura desta segunda, da desapropriação do Gasômetro por leilão em hasta pública - o que significa que o valor mínimo estabelecido em leilão será repassado à Caixa, administradora do fundo de investimentos do terreno no centro da cidade. O clube se planeja para cobrir 85% dos valores de cerca de R$ 150 milhões - à vista - pela área que soma pouco mais de 100 mil quadrados - isto porque, além do terreno de cerca de 87 mil metros quadrados, há área anexa para estacionamento - com valores arrecadados com a venda de 38 apartamentos no Morro da Viúva. +Landim diz que Flamengo está pronto para desapropriação e pede à torcida para não "batizar" estádio O prédio no Morro da Viúva pertencia ao Flamengo - em outros tempos, serviu de moradia para atletas rubro-negros - e foi vendido em 2018 para construtoras, mas o clube ficou com 30% do empreendimento. A estimativa do Flamengo é arrecadar cerca de R$ 114 milhões com a venda dos 38 apartamentos - ou seja, R$ 3 milhões por cada unidade. A diretoria do Flamengo espera desenrolar rápido até o leilão - há quem fale em até 30 dias -, mas precisará ir ao Conselho Deliberativo e ao Conselho de Administração para aprovar investimento na compra do terreno. Isto porque não estava previsto no orçamento de 2024 e precisaria de apreciação dos conselheiros. O assunto foi discutido com o prefeito pelo presidente Rodolfo Landim, por Marcos Bodin, contratado pelo clube para tocar o assunto, e o vice-presidente geral e jurídico Rodrigo Dunshee. A desapropriação foi a maneira que a Prefeitura encontrou para resolver imbróglio entre o Flamengo e a Caixa, que divergiam sobre o preço do terreno. A administradora do fundo de investimento pedia mais do que o dobro do que o clube admitia pagar - o Flamengo acenou com R$ 250 milhões. A solução encontrada pela Prefeitura, prevista na Constituição mediante pagamento de indenização ao proprietário e série de requisitos legais e contrapartidas, pode ser alvo de judicialização futura pelo valor da negociação, mas, por ora, a Caixa não fala em levar o caso para a Justiça. +Flamengo reclama de pênalti em David Luiz, e Tite brinca sobre aposentadoria: "Mais uns 10 anos" +CBF divulga VAR do pênalti de Calegari em Bruno Henrique no Fluminense x Flamengo; veja O texto da desapropriação para leilão será para fim específico de construção de estádio, conforme explicou o prefeito Eduardo Paes, pois existe "interesse público". Por isso, o Flamengo não teme concorrência para o leilão ainda sem data definida. A desapropriação faz com que o projeto ganhe grandes chances de ser viabilizado sem SAF. A implementação do modelo era uma alternativa defendida por Landim para não endividar o clube. - A estruturação desse projeto vai viabilizar o Estádio sem SAF. A nossa força está na nossa torcida e o projeto tem surpresas importantes - escreveu Dunshee nas redes sociais. Como o Flamengo projeta o estádio? O projeto do Flamengo para o estádio próprio reúne características definidas. O Flamengo projeta um estádio para 80 mil pessoas com uma construção mais vertical, algo semelhante ao Santiago Bernabéu, do Real Madrid. Além disso, está prevista a criação de um setor popular para lembrar o antigo o Maracanã. - É sim (possível colocar um estádio de 80 mil pessoas numa área de 87 mil m²). A gente já fez um anteprojeto de colocação desse estádio. Ainda daria a chance de a gente fazer uma grande praça na frente. Em volta dessa praça, a gente poderia colocar uma série de restaurantes, pontos e tal. Nessa praça, inclusive, poderíamos colocar telões para quem não tiver condição de ir aos grandes jogos ou para quem não conseguir ingresso - afirmou o presidente rubro-negro, Rodolfo Landim. Como o Flamengo se organiza para o projeto? O Flamengo acredita que investirá entre R$ 1,5 e R$ 2 bilhões para a construção do estádio. O clube vê a venda do naming rights como a possibilidade para arrecadar a maior parte da quantia. Há também a aposta em venda do potencial construtivo da Gávea - modalidade que vai ser usada pelo Vasco para a reforma de São Januário. Sinta a emoção de ser sócio-torcedor do Mengão e tenha muitas vantagens - clique aqui!

Terreno do Gasômetro na Região da Zona Portuária do Rio — Foto: André Durão
Crédito: André Durão

Flamengo reclama de pênalti em David Luiz, e Tite brinca sobre aposentadoria: "Mais uns 10 anos" +CBF divulga VAR do pênalti de Calegari em Bruno Henrique no Fluminense x Flamengo; veja O texto da desapropriação para leilão será para fim específico de construção de estádio, conforme explicou o prefeito Eduardo Paes, pois existe "interesse público". Por isso, o Flamengo não teme concorrência para o leilão ainda sem data definida. A desapropriação faz com que o projeto ganhe grandes chances de ser viabilizado sem SAF. A implementação do modelo era uma alternativa defendida por Landim para não endividar o clube. - A estruturação desse projeto vai viabilizar o Estádio sem SAF. A nossa força está na nossa torcida e o projeto tem surpresas importantes - escreveu Dunshee nas redes sociais. Como o Flamengo projeta o estádio? O projeto do Flamengo para o estádio próprio reúne características definidas. O Flamengo projeta um estádio para 80 mil pessoas com uma construção mais vertical, algo semelhante ao Santiago Bernabéu, do Real Madrid. Além disso, está prevista a criação de um setor popular para lembrar o antigo o Maracanã. - É sim (possível colocar um estádio de 80 mil pessoas numa área de 87 mil m²). A gente já fez um anteprojeto de colocação desse estádio. Ainda daria a chance de a gente fazer uma grande praça na frente. Em volta dessa praça, a gente poderia colocar uma série de restaurantes, pontos e tal. Nessa praça, inclusive, poderíamos colocar telões para quem não tiver condição de ir aos grandes jogos ou para quem não conseguir ingresso - afirmou o presidente rubro-negro, Rodolfo Landim. Como o Flamengo se organiza para o projeto? O Flamengo acredita que investirá entre R$ 1,5 e R$ 2 bilhões para a construção do estádio. O clube vê a venda do naming rights como a possibilidade para arrecadar a maior parte da quantia. Há também a aposta em venda do potencial construtivo da Gávea - modalidade que vai ser usada pelo Vasco para a reforma de São Januário. Sinta a emoção de ser sócio-torcedor do Mengão e tenha muitas vantagens - clique aqui!

Crédito: Globo Esporte

235 visitas - Fonte: -


VEJA TAMBÉM
- Sorteio da Copa do Brasil ao vivo: definição das oitavas de final
- RENOVAÇÃO DA JOIA! Flamengo negocia renovação de contrato com joia criada na base
- PODE IR PARA A EUROPA! Flamengo planeja negociar jogador para o futebol europeu nesta janela



Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão

publicidade

Brasileiro

Ter - 21:00 - José Pinheiro Borda -
X
Internacional
Flamengo

Brasileiro

Qui - 20:00 - do Maracanã
1 X 2
Flamengo
Fortaleza EC